sábado, 24 de julho de 2010

Carla Bruni - You Belong To Me with Lyrics

Uma música linda da Carla Bruni que eu ainda não conhecia. Sou a fã mais relapsa que essa mulher tem.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

"Gravidinhas"


A Helenbar já é uma velha conhecida no mundo virtual, mas eu não me canso de admirar as coisas que ela fez. Entre elas está essa imagem fofa da gravidez. As "gravidinhas", como a minha irmã, são tão lindas! Estou ansiosa com a chegada da Ana Laura. Vai ser tão bom ser titia! E vou levá-la pra fazer natação de bebê, e comprar presentinhos, e deixar para a mãe cuidar na hora que ela chorar. Que beleza isso!...rs.

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Por que eu sou assim?

Puxa, o post anterior foi muito fora dos meus padrões mesmo. Nesse tempo que o deixei aqui oscilei entre a vergonha e a satisfação por estar conseguindo ser ao menos um pouquinho rebelde. Mas acho que não é muito minha praia mesmo não...rs. Sinceramente não sei o que acontece. Fui uma criança muito bem amada, meus amigos me amam, meu namorado me ama, até minha cadelinha me ama. Mas tenho essa coisa de querer agradar todo mundo sempre. Isso não é coisa de gente carente? Eu penso que sim. Mas o estranho é que eu não me acho carente. Nem acho que tenha motivo para ser. Então....por que é que eu sou assim?..hahaha. E principalmente: será que tem cura?...rs.

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Fuck You

Tive uma ideia melhor: a de colocar essa música delicadamente rebelde aqui no meu blog. Sabe aquele momento em que você me irrita e eu sorrio porque não consigo ser nada além de muito educada? Dentro da minha cabeça eu estou cantando

Fuck you (fuck you)
Fuck you very, very much
Cause we hate what you do
And we hate your whole crew
So please don't stay in touch

(risadas malignas e ps: normalmente quem lê este blog não merece esta musiquinha. São amigos queridos que amo muuuuito. Mas, se por acaso, tem algum desavisado chato por aqui, essa música é para você)

Mais beleza

Sério, eu não aguento mais ligar a televisão e ver tanta tragédia. Foi minha percepção que mudou ou o mundo que está ficando cada vez mais bárbaro? Dá até medo de viver... Para não enlouquecer diante deste mundo louco, só buscando refúgio na beleza. Recentemente descobri que, mais do que arte, o que eu adoro são coisas bonitas. Por isso, em vez de pendurar uma "obra de arte" tenebrosa na parede do meu quarto, selecionei imagens lindas (algumas da era da reprodutibilidade técnica!...rs). São quadros com desenhos de locais turísticos e quadros caprichosamente pintados pela minha mãe. Na lista de coisas futuramente "penduráveis" ainda tem reproduções de quadros impressionistas. E tudo mais que eu achar lindo, por mais que "não valha nada" ou esteja fora de moda, entrará feliz na galeria do meu quarto. Ou aqui neste blog, como essas imagens maravilhosas que encontrei por acaso. O link está abaixo.

http://www.etsy.com/shop/TheBrilliantMagpie

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Nem sempre quero ser feliz

Talvez eu já tenha deixado esta reflexão por aqui. Mas acho que, quando algo faz muito sentido, vale a pena ser reforçado. E me desculpem mais uma vez, não sei quem é o autor da poesia abaixo.

Se eu pudesse trincar a terra toda
E sentir-lhe um paladar,
Seria mais feliz um momento...
Mas eu nem sempre quero ser feliz.
É preciso ser de vez em quando infeliz
Para se poder ser natural...
Nem tudo é dias de sol,
E a chuva, quando falta muito, pede-se.
Por isso toma a infelicidade como a felicidade
Naturalmente, como quem não estranha
Que haja montanhas e planícies
E que haja rochedos e ervas...

O que é preciso é sentir-se natural e calmo
Na felicidade ou na infelicidade,
Sentir como quem olha,
Pensar como quem anda,
E quando se vai morrer, lembrar-se de que o dia morre,
E que o ponte é belo e é bela a noite que fica...
Assim é e assim seja...