quarta-feira, 30 de junho de 2010

Julieta Venegas

Como eu acredito que as coisas boas devem ser compartilhadas, fica aqui a sugestão para ouvir as músicas da mexicana Julieta Venegas. São muito bonitinhas. E hoje tem matéria do Rodrigo no Magazine sobre ela. Leiam em O Popular....hehee (a gente nunca resiste a essa piada infame!..rs).

http://www.youtube.com/watch?v=0ZfLiJYWqMo&feature=channel

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Para ser grande

Não me lembro bem, mas acho que já se passaram três meses desde que fiz um curso sobre internet nas eleições com uma publicitária. Achei ótimo aprender coisas novas, mas uma coisa me incomodou naquele dia. A palestrante ensinava como "bombar" na web, usando técnicas do marketing. Uma delas, para os usuários do Twitter, é que você nunca deve seguir pessoas mais do que é seguido. Isso é sinal de status. Depois disso, ela ensinou várias outras coisas para você ser "admirado", "seguido", "desejado". Sinceramente ela me convenceu de que quem sabe usar as técnicas do marketing pessoal vai se sair melhor na carreira, no amor, na vida. Mas eu fiquei me perguntando se vale a pena desperdiçar uma vida - que, até onde creio, é só uma - não sendo você de verdade. Só para aparecer para os outros. Daí eu me lembro de uma frase ótima que li numa seção da Revista O Globo, em que o homem dizia mais ou menos assim à vendedora: "Não compro algo que não quero para agradar pessoas de quem não gosto". Brilhante, né? Taí uma pessoa que eu admiro. Eu só me lembrei de tudo isso porque estava lendo o livro Divã, da Martha Medeiros, e me dei conta de que a gente só pode ser feliz se for por inteiro. Sério, eu achava que a felicidade era outra coisa. E me lembrei novamente de minha mãe contando esse fim de semana de um conhecido dela (Mauricinho, eu acho), que revelou que era gay numa época em que havia muito mais preconceito que hoje. Ela conta que ele era considerado um "pária" pela sociedade. Apesar dos preconceitos, ele viveu a vida que quis, foi inteiro, e imagino que é feliz. Há alguns dias atrás ele, que deve estar com uns 70 anos, foi homenageado em Goiânia com um pioneiro. Pioneiro na revelação da sua sexualidade, ou algo assim. Então, para homenagear essa que foi a grande descoberta do fim de semana (rs), fica um poema do Fernando Pessoa que resume tudo.

Ser grande

Para ser grande, sê inteiro: nada
Teu exagera ou exclui.
Sê todo em cada coisa.

Põe quanto és
No mínimo que fazes.

Assim em cada lago a lua toda
Brilha, porque alta vive.

terça-feira, 22 de junho de 2010

Puma

Depois de 13 anos comendo os pneus do carro, bebendo óleo de cozinha, pulando nas pessoas sem ter consciência do próprio tamanho, espantando ladrões, impondo respeito e pedindo carinho, minha cadela Puma morreu. E o pior de tudo isso é que não pôde ser uma morte natural, daquelas em que simplesmente se dá o último suspiro. Minha cadela estava velha e pegou uma doença chamada cinomose, que só ontem o veterinário informou que existe uma vacina e que é preciso imunizar o animal todo ano. Alguém sabia disso? Eu não. A Puma começou a perder os movimentos das patas e ela já não conseguia nem levantar. Além disso, começou a nos estranhar. A cinomose, pelo que pesquisei, é uma doença nos nervos. No fim das contas, optei por levá-la para ser sacrificada no Centro de Zoonoses. Queria que um veterinário tivesse feito isso, mas além de ele ter cobrado um absurdo queria enfiá-la num saco e esperar o caminhão da Comurg passar. Não muito diferente do Centro de Zoonoses - mas ao menos esse último não cobra nada. Será que não dá para melhorar esse sistema? Achei tudo muito triste. Mas por outro lado não vi outra opção além de sacrificar, porque ela estava sofrendo muito. Só que ainda não sei se fiz o certo. Ainda bem que não existe a opção de eutanásia no Brasil para seres humanos. Odiaria ter de passar pelo dilema de optar por colocar fim ao sofrimento de alguém ou agarrar-me ao último fio de esperança. Eu, que tenho medo do lado de lá, preferiria ter meu último fiapo de vida.

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Aniversário em dia de Copa


O último aniversário na casa dos 20 foi com estreia do Brasil na Copa da África do Sul. Como eu esperava um placar de 5 a 0 contra a Coreia do Norte (como apostei no bolão), meu aniversário só pôde ser feliz graças aos amigos, à família e ao meu amado imortal. Se dependesse da seleção brasileira eu estava lascada. Mas podia ter sido pior: podia ter acontecido o que aconteceu hoje com a Espanha. É....fiquei feliz com 2 a 1...rs.

Achei ótimo o aniversário ser em dia de Copa, porque assim tive a desculpa perfeita por enfeitar a casa com balões, copos coloridos e bolo com a bandeira do Brasil. Foi muito bom recuperar o ânimo de comemorar esta data, porque no ano passado eu estava morreeendo de preguiça de tudo isso. E esse ano foi mega divertido, porque passei o dia cercada de gente que eu amo! Então obrigada aos presentes na festa, aos que se lembraram do meu niver mas não puderam estar comigo e aos que esqueceram mas me amam mesmo assim!

Ah! E cumprindo minha promessa, coloquei todas as fotos publicáveis no flick. O link está ali, onde fica mudando as fotinhas. Ou no www.flickr.com\elettry.

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Eeeehhhhh




Agora sim. Eeeehhhhhh!!! Porque amigo é amigo e......(rs). Bem-vindo de volta, Sartorato! (Não sei por quanto tempo, mas já está de bom tamanho...rs).

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Encomenda

- Enquanto aguardo com ansiedade a encomenda que fiz na Saraiva (A Casa dos Espíritos + Mulher ao Quadrado + Os Segredos da Capela Sistina), estou lindo um livro bem mais ou menos que minha mãe comprou em 1992 pelo Círculo do Livro. Alguém se lembra do Círculo do Livro? Era um sistema até interessante, em que uma pessoa era indicada por algum sócio e, a partir disso, recebia uma revista com títulos a serem escolhidos. E esse sócio tinha de comprar um livro por período. Minha mãe deve ter participado desse Círculo do Livro até a falência da editora. Talvez, no fundo, eu tenha começado a me apaixonar pelos livros aí. Eu ficava na expectativa de receber a encomenda lá em casa. Por que me lembrei disso? Ah! O livro que estou lendo. Ruinzinho, tadinho...rs. Chama-se O Jardim das Ilusões. A história até que prende, como um roteiro de Hollywood, mas a literatura...Ai, é muito difícil.

- Olha que interessante, este ano meu aniversário será justamente no dia da estreia do Brasil na Copa do Mundo. Pela primeira vez em muitos anos estou ansiosa pelo meu aniversário. Talvez porque seja o último ano na casa dos 20! (Vou ter que deletar esse post...rs)

- E gente, tenha paciência comigo e meus posts que não dizem nada. Estou tentando manter isso aqui ativo, mesmo que aos trancos e barrancos (rs).