segunda-feira, 28 de junho de 2010

Para ser grande

Não me lembro bem, mas acho que já se passaram três meses desde que fiz um curso sobre internet nas eleições com uma publicitária. Achei ótimo aprender coisas novas, mas uma coisa me incomodou naquele dia. A palestrante ensinava como "bombar" na web, usando técnicas do marketing. Uma delas, para os usuários do Twitter, é que você nunca deve seguir pessoas mais do que é seguido. Isso é sinal de status. Depois disso, ela ensinou várias outras coisas para você ser "admirado", "seguido", "desejado". Sinceramente ela me convenceu de que quem sabe usar as técnicas do marketing pessoal vai se sair melhor na carreira, no amor, na vida. Mas eu fiquei me perguntando se vale a pena desperdiçar uma vida - que, até onde creio, é só uma - não sendo você de verdade. Só para aparecer para os outros. Daí eu me lembro de uma frase ótima que li numa seção da Revista O Globo, em que o homem dizia mais ou menos assim à vendedora: "Não compro algo que não quero para agradar pessoas de quem não gosto". Brilhante, né? Taí uma pessoa que eu admiro. Eu só me lembrei de tudo isso porque estava lendo o livro Divã, da Martha Medeiros, e me dei conta de que a gente só pode ser feliz se for por inteiro. Sério, eu achava que a felicidade era outra coisa. E me lembrei novamente de minha mãe contando esse fim de semana de um conhecido dela (Mauricinho, eu acho), que revelou que era gay numa época em que havia muito mais preconceito que hoje. Ela conta que ele era considerado um "pária" pela sociedade. Apesar dos preconceitos, ele viveu a vida que quis, foi inteiro, e imagino que é feliz. Há alguns dias atrás ele, que deve estar com uns 70 anos, foi homenageado em Goiânia com um pioneiro. Pioneiro na revelação da sua sexualidade, ou algo assim. Então, para homenagear essa que foi a grande descoberta do fim de semana (rs), fica um poema do Fernando Pessoa que resume tudo.

Ser grande

Para ser grande, sê inteiro: nada
Teu exagera ou exclui.
Sê todo em cada coisa.

Põe quanto és
No mínimo que fazes.

Assim em cada lago a lua toda
Brilha, porque alta vive.

2 comentários:

  1. Concordo 100% e adoro conviver com pessoas que também pensam assim! Beijos!

    ResponderExcluir