quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Saudade do Rio

Se terça-feira eu acordei com o pé esquerdo, hoje acordei com saudade do Rio de Janeiro. Quanto mais eu trabalho, mas sinto falta da minha vida de à toa no Rio (rs). Naquela época eu acordava cedo para assistir O.C (e disputava a TV com uma louca do pensionato), depois fazia minha comidinha saudável a tempo de assistir a Super Nanny (ou um troço assim...). Depois me arrumava e ia a pé para Uerj, numa caminhada que durava uns quarenta minutos. Ficava lá trabalhando na revista virtual da faculdade e, à noite, assistia aulas de Jornalismo Cultural. De vez em quando os professores nos levavam para exposições (as de verdade, não as de gravura...rs), teatro, cinema e tudo que a vida tem de melhor. Nos finais de semana praia, praia, praia, até ressecar meu cabelo. E ficava papeando com a Lian, lendo livros do Rubem Alves, rindo das meninas do pensionato e, claro, sentindo uma saudade terrível do Rodrigo. Por tudo isso meu projeto de vida realmente é convencê-lo a ir morar lá comigo, daqui...dois ou três anos...ou dois ou três meses (quem me dera...rs). Só sei que acordei numa saudade danada de tudo aquilo, por mais que tenha sido minha a decisão de voltar. Quando eu enfim levá-lo comigo, vamos passear no Jardim Botânico, no bondinho de Santa Tereza, torrar ao sol da Barra da Tijuca (não como daquela vez em que fiquei parecendo o capeta...rs), assistir boas peças, dar uma volta na Lagoa de Freitas, passar o ano inteiro lá conseguindo a proeza de jamais encontrar um famoso...Ah, vamos lindinho?????

Um comentário:

  1. Eu também sinto muita falta de você aqui!! Traga logo o Rodrigooo!!!
    Rodrigo, pleaseeeeeeeee!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir